Central de Atendimento
(44)3024-2060 (44)3346-1477

Blog

  
Compartilhar
Aumente a segurança na sua retífica durante o trabalho

Aumente a segurança na sua retífica durante o trabalho


10/dez/2021


Em um de nossos últimos posts falamos sobre como você pode conservar suas ferramentas e, assim, ter uma retífica sempre completa e sem risco de imprevistos ou falta de equipamentos. Hoje vamos dar mais algumas dicas de medidas de segurança para aumentar sua proteção no trabalho e evitar acidentes ou quase acidentes na sua retífica.


A medida mais importante, sem dúvida, é o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), que passaram a ser obrigatórias a partir da década de 70 com a Norma Regulamentadora 6 de Segurança do Trabalho (NR-6). O empregador deve fornecer o equipamento, sua troca quando necessário e o treinamento para utilizá-lo, enquanto o trabalhador deve usá-lo de forma correta.


Luvas, óculos de proteção e protetor auricular (no caso do manuseio de máquinas) são alguns que você deve utilizar. Dependendo do trabalho a ser realizado, o capacete de segurança, máscara, roupas e calçados adequados também serão necessários. Utilize os princípios de ergonomia, como carrinhos para movimentar ferramentas pesadas e a realização da retífica com o motor em cima de bancadas e sentado, quando possível, para facilitar o trabalho e evitar danos físicos.


Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são essenciais para sua segurança

Por outro lado, os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) têm o objetivo de proteger os funcionários e clientes de forma geral, enquanto eles realizam suas atividades ou transitam pelo ambiente. Extintores de incêndio, sinalização de segurança e kit de primeiros socorros são alguns que sua retífica deve adotar.



Os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) protegem você, seus colegas e clientes
 

Mantenha também o ambiente organizado e limpo, realizando ao fim do dia uma checagem para garantir que nada esteja fora do lugar ou com riscos de acidentes quando a retífica estiver fechada. Armazene os objetos em caixas e prateleiras adequadas e evite deixá-los espalhados, pois podem ser perdidos, danificados ou alguém pode tropeçar ou pisar em cima e cair, por exemplo.


No caso de equipamentos elétricos, o cuidado deve ser redobrado devido ao risco de choques e curto circuitos. Por isso verifique a voltagem, evite utilizá-los em ambientes úmidos e realize a inspeção e manutenção com profissionais qualificados. Toda essa organização também ajuda a agilizar e facilitar o trabalho.


Evite utilizar os famosos “macetes”, principalmente quando se trata de procedimentos e ferramentas de uso específico. Siga as instruções do manual e realize treinamentos de como utilizá-los, se necessário. O uso inadequado pode até trazer facilidades, porém oferece riscos.


É importante ressaltar que, para além dos desastres de fato, é preciso ficar atento aos riscos, aos chamados quase acidentes. Eles se encaixam em uma situação no qual há grandes chances de ocorrer um imprevisto grave, mas que, por uma questão de segundos ou de espaço, não chega a acontecer. Caso essas situações sejam muito frequentes, é preciso ficar alerta, pois a qualquer momento um acidente real pode acontecer.


O não cumprimento das Normas Regulamentadoras colocam a empresa em risco de receber multas, penalidades ou até mesmo denúncias junto ao Ministério do Trabalho e, caso ocorra algum acidente de trabalho, a mesma é responsabilizada.


Ofereça suporte à sua equipe, estimule as práticas de prevenção e realize treinamentos de como utilizar as máquinas e equipamentos. Comunicação, prevenção e cuidados são importantes para manter a saúde de todos!